O APOCALIPSE JÁ COMEÇOU?

o estabelecimento do paraíso islâmico sobre a Terra...

Por CARLOS LEITE DA SILVA 06/10/2021 - 21:07 hs



(Nota – Este artigo, pela sua extensão, será parcelado ao longo de três terças-feiras)

 

O pensamento dos tempos anunciados do Apocalipse aterroriza muita gente. Esse horror, contudo, advém do desconhecimento do que está em causa e do maravilhoso tesouro que nos aguarda ao fim dessa transição.

 

Se você faz parte daqueles que receiam essa hora, lembre-se sempre dos recados que Jesus deixou para você: “Não temas”; “A tua fé te salvou”.

 

Nessa hora mais aguda e dramática, poderá repousar na paz de que basta você ansiar por Deus em seu coração e sua vida, e assim será salvo. Tão simples quanto isso. Assim, com essa singeleza até desconcertante, se manifesta a misericórdia perfeita do nosso Pai divino.

 

Quando se aprofunda este assunto tão fundamental para a nossa vida como cristãos, sempre surge a pergunta que não quer calar: Quando acontecerá tudo isso?

 

Daquele dia e hora, porém, ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, senão só o Pai” (Mateus, 24:36) – assim falou Jesus, e assim nos é repetido à exaustão nos meios cristãos. Mas essa impossibilidade de acessar a resposta definitiva e sem margem de erro de modo nenhum é para nos afastar desse questionamento. Conhecer e estudar as profecias traz-nos a paz e segurança da fé em Deus e Seus desígnios. As profecias não foram feitas para amedrontar, mas sim, preparar.

 

Indícios foram deixados, pistas para que os fiéis percebessem quando o tempo estaria maduro para a precipitação desses acontecimentos. E é esse o foco e propósito do livro “Apocalipse – Tua Fé Te Salvará”: olhar os sinais no mundo e deles extrair correspondências com as profecias bíblicas. Conheça, portanto, as circunstâncias para poder encará-las de frente, sem ilusões nem enganos, e seja um obreiro – e ensine seus filhos e netos a serem também obreiros – na construção desse mundo novo que Deus e os seus agentes, celestiais e humanos, erguerão das ruínas globais do materialismo, do secularismo e dos conflitos causados pelas ideologias políticas e religiosas que conspiram para o domínio global.

 

Então, de onde virão os indícios mais claros quanto à iminência do cumprimento das profecias? Eles virão de Israel.

 

Israel é o relógio profético na Bíblia.

 

Esta é a base da análise escatológica para perceber o gatilho dos acontecimentos que trarão o cumprimento das profecias mais destacadas. Ao se falar que Israel é o relógio profético é porque é nessa nação que teremos os decisivos onde e quando dos eventos anunciados.

 

A tendência da quase totalidade dos intérpretes das profecias bíblicas foi estendê-las ao planeta inteiro, quando, na verdade, elas originalmente estão centradas nos acontecimentos respeitantes à nação de Israel, ao povo judeu e seus inimigos diretos.

 

Quando, finalmente, pela mão do apóstolo João na década de 90 da era de Cristo, surge o mais recente repositório profético inscrito na Bíblia – o Livro do Apocalipse – vemos as profecias transcenderem o âmbito do povo judeu e passarem a abranger também os cristãos disseminados pelas nações e os seus perseguidores, sendo estes últimos, não por acaso, os mesmos carrascos do povo judeu.

 

No entanto, em todos os livros dos profetas bíblicos, inclusive em Apocalipse, quando são mencionados conflitos bélicos, estes jamais extrapolam a outro território que não o Oriente Médio.

 

Significa isso que nesses tempos não haverá guerras além do Oriente Médio? Claro que o mais provável é que haverá. Porém, o alvo dos conflitos bélicos nesses detalhes proféticos é o Oriente Médio e a sua joia mais cobiçada: Israel.

 

São os acontecimentos em Israel – e não em qualquer outro lugar – que tornarão claro que a hora da Grande Tribulação é chegada para a consumação das profecias principais, aquelas que determinarão o tempo ulterior da conversão final de Israel a Jesus Cristo, o Filho de Deus.

 

Esse será o momento da invasão de Israel por Gogue, o Anticristo, logo na sequência do reerguimento da oitava cabeça da Besta, como descrito no Capítulo 38 do Livro de Ezequiel:

 

1 Veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo:

2 Filho do homem, volve o rosto contra Gogue, da terra de Magogue, príncipe chefe de Meseque e Tubal; profetiza contra ele

3 e dize: Assim diz o SENHOR Deus: Eis que eu sou contra ti, ó Gogue, príncipe chefe de Meseque e Tubal.

4 Far-te-ei que te volvas, porei anzóis no teu queixo e te levarei a ti e todo o teu exército, cavalos e cavaleiros, todos vestidos de armamento completo, grande multidão, com pavês e escudo, empunhando todos a espada;

5 persas e etíopes e Pute com eles, todos com escudo e capacete;

6 Gômer e todas as suas tropas; a casa de Togarma, do lado do Norte, e todas as suas tropas, muitos povos contigo.

7 Prepara-te, sim, dispõe-te, tu e toda a multidão do teu povo que se reuniu a ti, e serve-lhe de guarda.

8 Depois de muitos dias, serás visitado; no fim dos anos [N. A.- No fim da presente dispensação], virás à terra que se recuperou da espada [N. A.- Israel], ao povo que se congregou [N. A.- Após 1948] dentre muitos povos sobre os montes de Israel, que sempre estavam desolados; este povo foi tirado de entre os povos, e todos eles habitarão seguramente.

9 Então, subirás, virás como tempestade, far-te-ás como nuvem que cobre a terra, tu, e todas as tuas tropas, e muitos povos contigo.

10 Assim diz o SENHOR Deus: Naquele dia, terás imaginações no teu coração e conceberás mau desígnio;

11 e dirás: Subirei contra a terra das aldeias sem muros, virei contra os que estão em repouso, que vivem seguros, que habitam, todos, sem muros e não têm ferrolhos nem portas;

12 isso a fim de tomares o despojo, arrebatares a presa e levantares a mão contra as terras desertas que se acham habitadas e contra o povo que se congregou dentre as nações, o qual tem gado e bens e habita no meio da terra [N. A.- Israel].

13 Sabá e Dedã [N. A.: Arábia], e os mercadores de Társis [N. A.: Ocidente], e todos os seus governadores rapaces te dirão: Vens tu para tomar o despojo? Ajuntaste o teu bando para arrebatar a presa, para levar a prata e o ouro, para tomar o gado e as possessões, para saquear grandes despojos?

14 Portanto, ó filho do homem, profetiza e dize a Gogue: Assim diz o SENHOR Deus: Acaso, naquele dia, quando o meu povo de Israel habitar seguro, não o saberás tu?

15 Virás, pois, do teu lugar, dos lados do Norte, tu e muitos povos contigo, montados todos a cavalo, grande multidão e poderoso exército;

16 e subirás contra o meu povo de Israel, como nuvem, para cobrir a terra. Nos últimos dias [N. A.: No fim da presente dispensação], hei de trazer-te contra a minha terra, para que as nações me conheçam a mim, quando eu tiver vindicado a minha santidade em ti, ó Gogue, perante elas.

17 Assim diz o SENHOR Deus: Não és tu aquele de quem eu disse nos dias antigos, por intermédio dos meus servos, os profetas de Israel, os quais, então, profetizaram, durante anos, que te faria vir contra eles? [N. A.: Este versículo mostra que Gogue é o Anticristo, como explicarei em outro capítulo.]

 

Aqui, neste livro – “Apocalipse – Tua Fé Te Salvará” – você será extensamente elucidado sobre quem é Gogue, o Anticristo, bem como sobre as figuras mais icônicas do Apocalipse: a Besta e o Dragão, a Grande Prostituta da Babilônia, etc. Também nele será explicado em detalhe quais regiões misteriosas correspondem modernamente a Magogue, Meseque, Tubal, Gômer, Tugarma, Pute, essas onde surgirá o Anticristo e de onde avançarão os invasores de Israel.

 

Por enquanto, quero que você, leitor, tenha em mente que em Ezequiel 38:13 perpetuava-se um grande mistério que agora – após os acontecimentos globais de 2020 e 2021 – se torna menos opaco. Esse versículo faz parte do momento em que Gogue e suas forças militares invadem Israel e a dominam com sucesso. Vamos reler o versículo 13:

 

Sabá e Dedã, e os mercadores de Társis, e todos os seus governadores rapaces te dirão: Vens tu para tomar o despojo? Ajuntaste o teu bando para arrebatar a presa, para levar a prata e o ouro, para tomar o gado e as possessões, para saquear grandes despojos?

 

Com será explicado em pormenor, adiante no livro, Sabá e Dedã representam a Arábia Saudita, enquanto que os “mercadores de Társis, e todos os seus governadores rapaces” simbolizam as oligarquias econômicas globalistas e governantes ocidentais.



 

Então, temos duas situações inusitadas nesse versículo de Ezequiel 38:13, a primeira das quais só se tornou possível de concretizar a partir de 2017. A segunda, só desde 2020 começa a se vislumbrar que é viável. Explico.


--------------------------------------------------------



leia, adquira clicando aqui!


----------------------------------------------------------


A primeira situação anômala nesse versículo é vermos a Arábia Saudita criticar um invasor de Israel. O lógico – desde a sua existência como nação – seria a Arábia Saudita congratular-se com essa invasão e subjugação de Israel. Tudo mudou em 2017, porém, quando o presidente norte-americano Donald Trump e o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu firmaram um acordo de paz e cooperação com a Arábia Saudita. Isto foi algo inédito e impensável para uma nação cujos fundamentos são os princípios islâmicos, os quais preconizam que Alá ordenou o extermínio total dos judeus – e também dos cristãos – como condição básica para que finalmente seja possível o estabelecimento do paraíso islâmico sobre a Terra. A atual conjuntura geopolítica do mundo islâmico, todavia, levou a que a melhor forma de a Arábia Saudita se proteger da ameaça ostensiva do Irã fosse aliar-se a Israel. Por isso, pela primeira vez na História, deixou de ser inconcebível a Arábia Saudita criticar Gogue no momento em que esse misterioso personagem apocalíptico irá invadir Israel.

 

Quanto à segunda situação que apanhou o mundo de surpresa e estabelece as condições para que Ezequiel 38:13 tenha passado a ser integralmente realizável, ela se estabeleceu agora, desde 2020...





Para saber se o Apocalipse já terá começado, continue a ler na próxima terça-feira.

SEJA NOSSO PARCEIRO:

Contribua com a imprensa livre, honesta e independente por um país melhor.