A ARTE ESTÁ MORRENDO...

escanteada em guetos.

Por ADRIANO MARREIROS 24/10/2021 - 12:24 hs


Luz,mais luz!

Goethe

Ontem comia pizza e dei de falar de belas músicas e vozes.  Lembrava do The Cars, que me dizia que “It’s too late” mas logo lembrei que era uma versão mais leve das baladas do Air Supply.  Aquele arranjo fantástico, aquela letra linda e aquelas vozes, que vozes,  me lembraram que “I know how just when to face the truth” e, já que falava em voz, como não lembrar imediatamente da de Karen Carpenter, limpa como o mais puro cristal, do mais agudo ao mais grave dos tons, e atingindo diretamente a alma, aliás, já que ela era assim, podemos dizer, como Elvis Costello, que “She may be the song that summer sings” ou qualquer outra estação...

 

Num inverno sem fim, entristeço sufocado porque “I Know the night is fading”, e buscando o Air Supply, agora para respirar um pouco da verdadeira Arte que também vai se desvanecendo, morrendo, recorro ao Chicago para constatar que “After all that’s been said and done, you’re just a part of me I can’t let go...

 

Saindo das baladas, vemos os grande roqueiros velhos e sem sucessores, a música erudita escanteada em guetos , o samba cada vez mais sem pegada, sem destino pro famoso anel de bamba... 

 

Saindo da música, e nela, vemos todo tipo de abominação sendo chamado de arte, e fiquei chocado quando a Duquesa[1] nos mostrou que permitiram EMBRULHAR o Arco do Triunfo, numa intervenção... “artística”...

 Obra póstuma do artista Christo, 'Arco do Triunfo Embrulhado' é inaugurado  em Paris | Pop & Arte | G1


Bem, se embrulhou, só falta entregar aos novos donos...  Só acho que devia ser numa caixinha em vez de panos, ou melhor, o Arco é Grande, devia entregar... num caixão...

 

Não deixe o samba morrer

Não deixe o samba acabar...

Edson Conceição e Aloísio Silva




     Adriano Alves-Marreiros

Que, depois de tudo que foi dito e feito

não

pode deixar a arte partir...