O Liberal não se contrapõe ao Conservador

mas sim ao Controlador.

Por DIOGO SIMAS 05/08/2020 - 22:13 hs

Liberal não se contrapõe ao Conservador.

Conservador entende que é preciso manter as instituições e utilizar-se dos conhecimentos anteriormente adquiridos.

O Conservador sabe que não é um gênio, justamente por isso, respeita o conhecimento anterior e respeita quem o construiu.

É a favor da mudança, mas através da Evolução.

Portanto, o que o Conservador é contrário não é ao pensamento Liberal, é contrário ao pensamento Revolucionário, pois este busca a ruptura com a ordem anterior, quer a mudança através da Revolução.

Revolução é, essencialmente, a ruptura tanto com as instituições quanto com o conhecimento anteriormente construído e faz isso (infelizmente) matando adversários ou os que antes estavam em situação de Poder (não somente na gestão, mas em escolas, igrejas, templos).

Revolucionários queimam livros, pessoas e amam a guerra.

Destruir é seu método, seu fim, sua paixão.

O Liberal não se contrapõe ao Conservador, mas sim ao Controlador.

O Liberal entende que o controle deve ser limitado ao respeito a 3 Direitos: Vida, Liberdade e Propriedade Privada.

Fora isso, entende que o Estado não tem de intervir.

O pensamento Controlador não tem essa base de limitação e pretende guiar e moldar a sociedade não através de direitos logicamente definidos, mas a partir do que entende ser o correto, o que, como na Revolução, termina mal, pois não há como saber as interferências e situações que guiam as pessoas. O Controlador não vê na Liberdade algo essencial e, por isso, se contrapõe ao pensamento Liberal.

Assim, ser Liberal e Conservador é absolutamente normal.

Não se contrapõem.


Conheça mais do autor, LEIA!