ÁLBUNS ICÔNICOS

Os 365 mais da história do Rock - 157

Por Colunista Misterioso 12/07/2020 - 01:04 hs

ARTISTA: Cat Stevens
ÁLBUM: Teaser and the Firecat

Reino Unido (Inglaterra), 1971
Nascido Steven Demetre Georgiou em Londres, em 1948 e conhecido como Cat Stevens, filho de pai cipriota, cristão ortodoxo e mãe sueca, batista, foi educado em uma escola católica de Londres. Músico talentoso, que obteve grande sucesso em finais dos anos 60 e início dos 70, com vários bons álbuns. De rara sensibilidade, e, no entanto, confuso e interessado a respeito de questões espirituais (chegou a gravar algumas canções de fundo cristão, inclusive uma chamada “Jesus” e a própria “Morning Has Broken”, indicada aqui), começou a ser influenciado em uma viagem a Marrakesh, em 1976, e no ano seguinte converteu-se ao islamismo, adotando o nome de Yusuf Islam, posteriormente reduzido para Yusuf, e parou com a música, dedicando-se a obras de caridade em sua nova comunidade, voltando à música em 2006. Desse seu 5º trabalho, provavelmente o de maior sucesso, destacamos “Moonshadow”, “Peace Train”, “If I Laugh” e a belíssima “Morning Has Broken”, cujo piano foi executado por Rick Wakeman e cuja letra é erroneamente atribuída a ele (é de autoria da poetisa inglesa Eleanor Farjeon), que ganhou várias regravações – mas o responsável por sua difusão pelo mundo foi mesmo ele, Stevens.