ÁLBUNS ICÔNICOS

Os 365 mais da história do Rock - 177

Por Colunista Misterioso 01/08/2020 - 00:35 hs

ARTISTA: Uriah Heep
ÁLBUM: Salisbury
Reino Unido (Inglaterra), 1971
O Uriah Heep, cujo nome vem do romance David Copperfield, de Charles Dickens (Uriah Heep era o vilão, claro), sugerido pelo vocalista David Byron (1947-1985, morto por overdose de álcool com algumas substâncias pouco recomendáveis) foi formado em Londres, em 1967; a lista de músicos que já passaram por ali é enorme, e o único membro da formação original é o guitarrista Mick Box (1947- ). Fazia parte do quarteto de bandas que impulsionaram o hard rock inglês do final dos anos 60 e início dos 70, embora menos conhecida que Led Zeppelin, Deep Purple e Black Sabbath, e com sucesso mais restrito à parte oriental da Europa e embora tivesse passagens pelo prog-rock, como a faixa-título deste álbum. Especialmente no início fizeram uma sequência de oito bons álbuns, a partir do primeiro, Very ‘Eavy... Very ‘Umble, de 1970, pelo menos até High and Mighty, de 1976, com suas letras carregadas de misticismo inglês misturadas a circunstâncias do dia a dia. Também foram uma usina de álbuns ao vivo e de coletâneas. Deste segundo trabalho, se destacam a faixa-título “Salisbury”, “Bird of Prey”, “High Priestess” e a conhecida “Lady in Black”, única cantada por Ken Hensley (1945- ).