Os bilionários esquerdistas

A noção sempre soou paradoxal, mas eles existem e você nem imagina o que eles realmente querem...

Por Carlos Eduardo Fonseca Da Matta 15/09/2020 - 19:13 hs

A noção sempre soou paradoxal.

Esquerdistas apenas de aparência ...

Por que motivo patrocinam, subvencionam, organizações não-estatais e políticos esquerdistas em vários países?

Como explicar que várias grandes redes sociais, de propriedade de bilionários, escolhem supostas empresas de “verificação de fatos” (‘fact checking agencies’), constituídas por esquerdopatas radicais, que tentam suprimir ideias e debates sugeridos por conservadores, por liberais (no sentido de pessoas que defendem e respeitam direitos fundamentais e liberdades civis consistentes, e.g., na liberdade de pensamento e expressão)?

Para que fim fazem isto?


www.tribunalivros.com

De verdade mesmo o que fazem alguns destes bilionários é adotar e propagar ideias e medidas totalitárias, a antítese do liberalismo.

A supressão do livre pensamento e expressão favorece a manutenção, e até mesmo a expansão, do poder por parte de quem já o detenha.

Realmente paradoxal seria a noção de que bilionários pudessem ser realmente esquerdistas, ou socialistas.

Se implementado o socialismo de Estado, a estatização do meios de produção, das fortunas privadas, isto os levaria a perder tudo da noite para o dia.

É claro que não é isto o que desejam, nem aceitariam.

A ascensão, todavia, de líderes corruptos, do fácil discurso esquerdista para manipulação e conquista do poder, adotadas políticas totalitárias de supressão de liberdade de expressão em redes sociais, de livre debate de ideias, pode ser estratégia para que, de fato, ampliem ainda mais o domínio que já exercem sobre os grandes meios de imprensa, sobre políticos venais, de modo a expandir e fortalecer sua influência e controle sobre políticas públicas. sobre o mercado.

Pode revelar estratégia para solidificar seu domínio sobre o debate público que, circunscrito por medidas totalitárias, ficaria limitado ao que desejam e ao que lhes interessa.

Por fim, pretendem corporificar e aglutinar suas fortunas e alcançar ainda maior poder político e controle social.

                                             Carlos Eduardo Fonseca Da Matta