ÁLBUNS ICÔNICOS

Os 365 mais da história do Rock - 231

Por Colunista Misterioso 24/09/2020 - 01:20 hs

ARTISTA: Elvis Costello and the Attractions
ÁLBUM: Punch the Clock
Reino Unido (Inglaterra), 1983
Declan Patrick MacManus, conhecido como Elvis Costello, nasceu em Paddington, Londres, em 1954. Começou na cena pós-punk/new wave londrina tocando em pubs, com uma banda chamada Flip City. Seu primeiro álbum foi gravado em 1977 e seus três primeiros, foram baseados nessas características, somadas ao rock’n’roll dos sixties – várias de suas capas remetem a essa época. Seu nome artístico foi sugerido por um executivo da gravadora, é referência a Elvis Presley; seu visual, particularmente por causa de seus óculos, a Buddy Holly (embora não nessa capa, mas sim no vídeo indicado), e seu sobrenome veio do nome artístico de seu pai, Day Costello, nascido Ross MacManus, também músico.
Posteriormente foi incorporando mais várias influências, até da soul music e da country music americanas, colecionou vários prêmios, incluindo dois Grammys, algumas encrencas e também o envolvimento em diversas causas humanitárias. Este oitavo álbum e sétimo com sua banda The Attractions, já estava nessa fase, foi classificado pela New Musical Express como “álbum do ano de 1983” e trouxe como destaques seu maior sucesso até então. Destaques: “The Invisible Man”, “Shipbuilding”, “King of Thieves”, “The World and His Wife”, “The Greatest Thing” e a conhecida “Every Day I Write the Book”.