TSE em alerta vermelho

STJ continua congelado após invasão de sistema do dia 3

07/11/2020 - 14:27 hs

O STJ continua paralisado pela invasão de hackers ocorrida na terça feira dessa semana, quando os  os técnicos de TI teriam retirado os sistemas do Tribunal do ar por medida de segurança.

 Segundo o STJ, o ataque hacker criptografou os dados em comportamento compatível com ransomware, software malicioso que “sequestra” o sistema invadido e só costuma liberar mediante pagamento de resgate, geralmente em criptomoedas.

Desde sexta feira (5), foram postos em andamento os trabalhos para reconstrução do ambiente de informática, mantida a previsão de retorno para o dia 10, nos termos da Resolução 25/2020, do Presidente do STJ.

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) funcionará em regime de plantão até a próxima segunda-feira (9), e durante esse período estarão suspensas todas as sessões de julgamento por videoconferência e também as sessões virtuais destinadas à apreciação de recursos internos (agravos internos, agravos regimentais e embargos de declaração), bem como as audiências.

Segundo a resolução, os prazos processuais administrativos, cíveis e criminais estão suspensos no período de 3 a 9 de novembro (inclusive), voltando a fluir no dia 10.

Para efeito de contagem de prazo nos processos criminais, o período de suspensão será considerado motivo de força maior, conforme a previsão do parágrafo 4º do artigo 798 do Código de Processo Penal (CPP).
Ainda de acordo com a resolução, as medidas podem ser revistas a qualquer tempo, dependendo do resultado dos esforços para a normalização dos sistemas.
Por outra, a segurança dos sistemas do TSE foi intensamente reforçada, faltando 8 dias para as eleições.
Embora não haja indícios de nenhuma ação orquestrada, esse ataque deixa o país em alerta máximo, até depois das eleições