O que causou o apagão?

Novo apagão pode ter sido causado por problema em linha de transmissão

Por Agência Brasil - Edição Trib. Diária 19/11/2020 - 13:10 hs

As causas do incêndio que destruiu um transformador da LMTE na noite do dia 3, lançando o estado às escuras, e o motivo do blecaute desta terça-feira estão sendo investigadas. Na quarta-feira (11), a Polícia Civil do Amapá divulgou o resultado de um laudo preliminar, apontando que, ao contrário do que a LMTE informou inicialmente, o incêndio no transformador da subestação de Macapá não foi causado por um raio, mas pelo superaquecimento em uma peça do equipamento.


Na sexta-feira (13), a 2ª Vara Federal Cível do Amapá estendeu o prazo para que a LMTE restabeleça integralmente o fornecimento energético para todo o estado, sob pena de multa de R$ 50 milhões.


Após o apagão desta semana, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, anunciou que voltaria ao estado para verificar as medidas adotadas para sanar o problema. Acompanhado de uma comitiva formada por secretários da pasta e representantes do ONS e da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Albuquerque deve chegar a Macapá na tarde de hoje.

Neste domingo, o Ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, realizou uma visita técnica à subestação de Laranjal do Jari, no interior do Amapá, da empresa Linhas Macapá de Transporte e Energia, a fim de acompanhar as ações de

Desde o último dia 4, o ministério montou uma força-tarefa para enfrentar a crise; a estatal Eletronorte assumiu o fornecimento emergencial de energia e as Forças Armadas foram mobilizadas para transportar equipamentos e suprimentos para o estado a fim de atender à população. Segundo o ministério, geradores enviados ao Amapá em caráter emergencial devem entrar em operação nos próximos dias.