Moro a Fast Food?

28/01/2020 - 20:29 hs

Moro a Fast Food?
Tácio Enéas, o Repórter

Pai da Laura e Mariana, esposo da Débora Enéas, deixei a faculdade de pedagogia por quê tinha que trabalhar, trabalhador autônomo tentado empreender no país da burocracia, morador da periferia de São Paulo, entusiasta político, preto e conservador. "Eu acredito que se nós conservadores não atuar-mos diretamente bases das periferias, sucumbiremos em menos de 2 décadas".

Moro a Fast Food?

A mais de um ano, na Barra da Tijuca, no condomínio onde o recém eleito Jair Bolsonaro morava, um encontro inusitado acontecia. Sérgio Moro, que ainda era juiz da Lava Jato, neste encontro também se achegava os regaço de outros 57 milhões de brasileiros. Ali, eles trassavam planos e metas para a formação de uma mega estrutura ministerial que envolveria Justiça e Segurança Pública em apenas um gabinete. Sérgio Moro era convidado para ser o Ministro que desempenharia um papel crucial na recuperação do Brasil. 

O juiz da Lava Jato aceitou tal missão, e então, vimos um Brasil que outrora deixava morrer mais 60 mil pessoas por ano, vítimas de crimes violentos, agora, comemora uma redução de 22% nesses mesmos crimes. O peso do nome de Jair Bolsonaro e Sérgio Moro, intimidada até mesmo uma das mais violentas organizações criminosas do Brasil, ao ver "seus diálogos cabulosos" se esvaírem, e seus líderes serem isolados do resto da sociedade.

Os números falam por si. Recordes nas apreensões de cocaína, destruição de plantio de maconha na fronteira, prisão de contrabandistas, projetos pilotos que demonstram redução de crimes nas cidades mais violentas do país, equipes reforçadas, intercâmbio entre países para o combate a crimes de colarinho branco, extradição de terroristas, entre outras tantas coisas que se mencionar aqui faria esse texto gigante. 

Sérgio Moro é um "assassino", expressão que o Presidente Americano Donald Trump usaria para expor as infinitas qualidades deste ministro que tem dado um fio de esperança ao povo brasileiro.

Mas e aí? Moro está sendo desprestigiado por Jair Bolsonaro? O ministro está sendo frito pelo presidente que se sente inseguro com sua presença no Planalto? Bolsonaro está disposto a demitir Moro, mas foi convencido por Sérgio Moro a rever tal ação? Moro concorrerá a presidência em 2022? Moro irá para o STF, ou será o vice presidente numa possível chapa junto com Bolsonaro?

Bom! Não o sei. O que sei é que o atual ministro da Justiça tem uma paciência que vai além da paciência de Jó. Ele tem respondido que não vislumbra nada além do que está ao alcance de seus olhos, e que até agora, tem visto suas exigências serem atendidas pelo Presidente da República, a imprensa tradicional, por sua vez, segue desacreditada. Exigências essas, que foram demarcadas lá atrás, naquela reunião no condomínio da Barra da Tijuca, lembra? Onde o porteiro interfonou para a casa do seu Jair avisando que Sérgio Moro havia chegado. O Capitão é claro, o mandou entrar