RON PAUL TAMBÉM FOI ABATIDO

Uma caça às bruxas, Twitter e FB excluíram Ron Paul e mais 70 mil perfis logo após o banimento de Trump

12/01/2021 - 15:09 hs

O ex senador dos EUA e libertário, Ron Paul, também teve seu perfil no facebook bloqueado após publicar artigo criticando o banimento do Presidente Donald Trump das redes sociais.

“Os massivos expurgos da mídia social na semana passada - começando com o banimento permanente do presidente Trump do Twitter e outros meios de comunicação - foram chocantes e assustadores, especialmente para aqueles de nós que valorizam a liberdade de expressão e a livre troca de idéias”, escreveu Paul .

“As justificativas dadas para o silenciamento de amplas camadas da opinião pública não faziam sentido e o processo foi tudo menos transparente. Em nenhum lugar dos dois Tweets "ofensivos" do presidente Trump, por exemplo, houve um apelo à violência expresso explícita ou implicitamente. Foi um exemplo clássico de primeira frase, veredicto depois.”

Parece que a violência contra a liberdade de expressão assumiu uma escala assustadoramente fora de controle, o que fez com que líderes mundiais denunciassem censura das Big Techs ao presidente Donald Trump, independente da empatia pessoal para com o Presidente.

Somente o Twitter anunciou nesta segunda-feira que removeu mais de 70.000 contas por suposta promoção de conteúdo relacionado à “teoria da conspiração QAnon”.

O expurgo coordenado começou no mesmo dia em que o Twitter anunciou que suspenderá permanentemente a conta do presidente Donald Trump.

Segundo a empresa, “QAnon” seria um suposto movimento de disparo de mensagens enigmáticas postadas em um fórum anônimo online, com temas proeminentes alegando que as elites globais são parte de um círculo satânico de pedofilia.

Parece mesmo que qualquer opinião que não agrade as convicções das empresas em questão é imediatamente rotulada e compartimentada em grupos sujeitos à censura de seus checadores, independente das salvaguardas dos países onde operam.]



E já não fazem questão de esconder isso...

“Deixamos claro que tomaremos medidas de fiscalização rigorosas sobre o comportamento que tem o potencial de causar danos offline”, disse o Twitter.