O VETO DO FUNDÃO

Bolsonaro permanece fiel aos eleitores e veta fundão eleitoral.

20/07/2021 - 16:18 hs

Mais do que polêmico, o aumento do fundo eleitoral que o congresso pleiteou na aprovação do orçamento, no valor de R$ 5,7 bilhões, quase o triplo de 2020, gerou forte reação na sociedade.

O problema é que parte considerável de seus aliados é a favor do fundão turbinado, todavia, o residente deixou clara sua intenção de vetar o “upgrade” eleitoral...

Esse fundo foi  criado em 2017,  com o objetivo de  financiar as campanhas políticas nas eleições.

Então, uma solução duvidosa encontrada pelo Congresso quando, em 2015, o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou o fim do financiamento de campanhas por empresas.

O relator, deputado Juscelino Filho incluiu de última hora, à pedido dos colegas, uma nova regra de cálculo na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que não poderia deixar de ser aprovada.

Uma armadilha política para o Presidente, se não vetar, se desgastará com seu eleitorado mais fiel, vetando, desagrada parte de sua base na casa.

São coisas da politica nacional...