CASO MARSILI, A TRAGÉDIA ANUNCIADA

o contexto de estímulo e legitimação esquerdistas ao crime


Nada indica que Marsili tenha reagido* - e se o tivesse feito, estaria em seu legítimo direito.

 

Por que bandidos matam assim? Talvez em boa parte por acreditarem ser 'revolucionários vingadores', como a esquerda incute na cabeça deles. A petista Márcia Tiburi aprova e vê lógica nos assaltos.

 

Esquerdistas, pelo mundo inteiro, pregam "Não reaja" em defesa própria ou de terceiros. A brasileira procuradora federal esquerdista Duprat declarou expressamente que "A Constituição Federal não reconhece direito de autodefesa, à legítima defesa", p.ex. Logo, o criminoso estaria apenas exercendo um direito e morte seria tão somente um "ato revolucionado" a mais.

 

INSCREVA-SE: 

doity.com.br/agora-do-direito-tribuna-diaria-o-novo-normal-do-direito

------------------------------------

Veja-se essa legitimação também na decisão do STF, impulsionada por Fachin, praticamente reconhecendo soberania das facções criminosas nos territórios de favelas - o que acarretou, mais recentemente, num caso claro de consolidação criminosa e terrorismo, na exigência de uma facção criminosa para que o governo do RJ pare investigações policiais sobre a execução dos três meninos...


Não é dano colateral. É caos programado.

  

*(Se a apuração indicar latrocínio ou execução - alguns pontos levantam dúvidas - o contexto de estímulo e legitimação esquerdistas ao crime é o mesmo)