OS IMPACTOS DA REFORMA PROTESTANTE NA EDUCAÇÃO

Comendador Davi Valukas

Por Comendador Davi Valukas 14/11/2021 - 19:14 hs


“Antes da Reforma Protestante tomar forma, o direito à educação era restrito aos nobres e ao clero. Foi Martinho Lutero quem iniciou um movimento para modificar esse cenário. Em uma de suas cartas endereçadas aos príncipes europeus, Lutero reivindicava que fossem criadas escolas acessíveis a todos. A carta, com teor crítico, solicitava que todas as comunidades tivessem suas próprias escolas”. 


Benedito Guimarães Aguiar Neto - reitor da Universidade Presbiteriana Mackenzie


No último dia 31 de outubro completaram-se 504 da Reforma Protestante. A data marca o dia em que Martinho Lutero, no ano de 1517, pregou suas famosas 95 Teses na porta de uma igreja na cidade alemã de Wittenberg. O ponto principal da carta gira em torno da questão da indulgência, mas também abrange outros pontos teológicos.


Contudo, eu não pretendo tratar no presente artigo de assuntos teológicos, mas falar sobre os impactos que a Reforma Protestante e, sobretudo, a cosmovisão reformada tiveram sobre a Educação. 


Old Man in an Armchair, possibly a portrait of Jan Amos Comenius - Wikidata


João Comenius, último bispo da Igreja Hussita e um dos reformadores mais importantes, escreveu no século XVII um livro chamado Didática Magna, que se tornou um marco da pedagogia de sua época.


Comenius concebeu uma teoria humanista e espiritualista da formação do homem que resultou em propostas pedagógicas hoje consagradas ou tidas como muito avançadas. Entre essas idéias estavam: 


- O respeito ao estágio de desenvolvimento da criança no processo de aprendizagem 

- A construção do conhecimento através da experiência, da observação e da ação 

- Uma educação sem punição mas com diálogo, exemplo e ambiente adequado 

- A necessidade da interdisciplinaridade, da afetividade do educador 

- Necessidade de um ambiente escolar arejado, bonito, com espaço livre e ecológico 

- Coerência de propósitos educacionais entre família e escola

- Desenvolvimento do raciocínio lógico e do espírito científico 

- A formação do homem religioso, social, político, racional, afetivo e moral.


Eu não pretendo desprezar ou atacar a importância da contribuição e do legado da Igreja Católica Apostólica Romana à educação ocidental, mas demonstrar que a principal contribuição da cosmovisão reformada a esse tema está na ideia da universalização do ensino. 


Antes da Reforma existiam cerca de 70 universidades, algumas com cerca de 300 anos e restritas à formação do clero. Foi depois deste movimento espiritual e social que as portas foram abertas para a população, com grandes universidades criadas por cristãos reformados. 


Podemos citar os seguintes exemplos: 


- Universidade de Yale, em 1640 

- Universidade de Harvard, em 1643

- Universidade de Princeton, em 1746

- Universidade Livre de Amsterdã, em 1881. 


Além disso, o lema dos pioneiros norte-americanos, todos protestantes, era: uma igreja, uma escola.


Dos 11 países com os melhores índices educacionais do mundo, 9 são de maioria protestante, o que aponta para um legado da Reforma sobre a gestao da educação. E o que há em comum entre os 11 países? Uma forte liberdade religiosa, mesmo em casos onde o estado é confessional.


OS IMPACTOS DA REFORMA PROTESTANTE 


A maior parte das pessoas imagina que a Reforma Protestante tenha sido um movimento meramente religioso, sem ligação com as coisas da sociedade, mas as evidências históricas apontam para uma ideia completamente divergente disso. 


A reforma protestante está por trás do surgimento da ciência, da economia, da educação e da política do Mundo Moderno, já que a fé cristã reformada percebe o mundo como o mundo de Deus, sem nenhum tipo de separação entre o mundo social e o espiritual.


A cosmovisão cristã reformada vê o mundo e a realidade com os óculos da fé cristã através das doutrinas do cristianismo primitivo resgatadas pela Reforma Protestante, como a salvação e a justificação pela fé, as doutrinas da Graça e os efeitos práticos que tais concepções tinham na vida do crente. 


Dessa forma, os reformadores desenvolveram os aspectos práticos da justificação pela fé, o que deu origem à referida cosmovisão.


A CULTURA SEGUNDO A COSMOVISÃO REFORMADA 


Para os reformadores, a Cultura é um conjunto complexo com uma cosmovisão subjacente, que se expressa na literatura, nas artes e nas instituições sociais, que influenciadas pelo cristianismo, produz uma maneira de ver o mundo a partir de referenciais e valores encontrados na Bíblia. 


Aqui, podemos citar o Sola Scriptura, um dos pilares da cosmovisão reformada. 


Os primitivos Pais da Igreja acreditavam na “Sola Scriptura”? | Portal  Conservador


CONTRIBUIÇÃO DA REFORMA PROTESTANTE À CONSTRUÇÃO DO MUNDO MODERNO 


Pensamento científico: 


Várias civilizações antigas contribuíram com o  surgimento e avanço científicos. Contudo, nenhuma dessas civilizações antigas criou uma base espiritual ou ideológica que permitisse uma revolução científica. A relação do Homem com a natureza nessas civilizações era panteísta e não analítica.


A fé cristã (católica, ortodoxa ou protestante) liberou o Homem do temor que ele tinha pelo natural, pois a partir daí os elementos da natureza não são deuses com poderes místicos. Em suma, houve a dessacralização da natureza, pois Deus transcende o mundo, que está aberto para ser investigado. 


Economia: 


A influência da fé reformada está no cerne do desenvolvimento do capitalismo. A ética protestante e o espírito do capitalismo, livro escrito por Max Weber e lançado em 1905, diz o seguinte: 


"O egoísmo e o impulso humano de adquirir as coisas para si jamais poderiam produzir um sistema econômico moderno".


Sendo assim, a chave está na ética protestante e na doutrina calvinista, que considera a vocação humana um chamado de Deus: o Homem se realiza através do trabalho.


O Homem vive para a glória de Deus, inclusive em seu trabalho (trabalho como parte da religião e da glorificação a Deus). Em outras palavras, o Homem é um tipo de gerente dos bens, talentos e propriedades confiados por Deus, pois o Criador domina sobre todas as coisas.


Historicamente, as nações que adotaram os princípios econômicos expostos por Max Weber (nações protestantes) atingiram um nível maior de prosperidade, o que as levou consequentemente a atingirem níveis educacionais mais elevados, o que por sua vez nos conduz novamente ao tema central do presente ensaio. 


Influência política: 


A sociedade hebraica comandada por Moisés foi o protótipo da verdadeira democracia, muito antes dos gregos. Retomando tal ideia, a cosmovisão reformada enfatiza a aliança entre Deus e o Homem, que por isso tem como direitos inalienáveis a busca pela vida, pela liberdade e à busca da felicidade, já que é feito à imagem e semelhança do Eterno.

Dessa maneira, a fé reformada serviria de base para os filósofos modernos criarem o conceito do contrato social e dos direitos civis:


- Liberdade de consciência

- Liberdade de expressão

- Liberdade de religião 


Educação:

 

Finalmente voltamos ao tema do nosso ensaio.  


A Reforma Protestante trouxe consigo as seguintes ideias no âmbito educacional:

- Educação como direito universal (de todos os cidadãos)  

- Ensino gratuito para crianças pobres 

- A importância da Educação na visão dos reformadores 

"Nenhum pecado exterior pesa tanto sobre o mundo perante Deus e nenhum merece maior castigo do que justamente o pecado que comentemos contra as crianças quando não as educamos. Mas para educar as crianças, precisa-se de gente especializada". Martinho Lutero (1524)


O primeiro reformador, Martinho Lutero, traduziu a Bíblia para o alemão, e junto com a tradução, fomentou o surgimento das escolas para que as pessoas pudessem aprender a ler e escrever e, sobretudo, usufruírem da ideia do livre exame das Escrituras. 


João Calvino, reformador de segunda geração, foi um humanista, que trouxe as seguintes ideias educacionais: 


- Fim da distinção entre sagrado e profano (todo conhecimento vem de Deus e é útil para aperfeiçoar o ser humano) 

- Deus adornou todos os seres humanos com inteligência, perspicácia e capacidade de transmitir conhecimento 

-É possível aprender com autores profanos (Calvino cita muitos autores clássicos em suas obras)

- Calvino recomendava o estudo dos clássicos em todas as áreas do  conhecimento 

- Revelação natural: a criação é uma manifestação do próprio Deus (pelo estudo e análise da criação, pode-se aperfeiçoar e trazer à luz o conhecimento sobre Deus, produtor da natureza)

- Não há contradição entre a fé e a pesquisa científica e educacional 

- Segundo Calvino, a Bíblia não tem a função de dar uma definição científica aos fenômenos naturais

- O conhecimento de Deus está na natureza 


Além disso, João Calvinho apresentou um plano ao Conselho Municipal de Genebra em 1536 que incluía uma escola para todas as crianças, com ensino gratuito às crianças pobres é Senhor de toda a existência. Tal projeto se tornaria a primeira escola pública gratuita do Ocidente. 


Universidade de Genebra oferece bolsas para mestrado na Suíça


Por fim, a Academia de Genebra, atual Universidade de Genebra, foi criada por Calvino e era considerada um modelo europeu de educação.