A LIBERDADE DA IGNORÂNCIA

Sobre fetos da Senomyx

Por Mauricio M. Canto Jr. 31/05/2020 - 18:11 hs

Desde 1976, no mínimo, a ciência utiliza células dos rins de fetus -HEK293- para fazer pesquisa científica

Pesquisas com HEK293 foram realizadas para melhor compreensão do paladar humano (“Human receptors for sweet and umami taste” - “T1R Functional Expression. HEK-293T and a HEK-293 derivative that stably expresses Gα15 (Aurora Biosciences, San Diego; ref. 15)”.

Enfim, o uso de células embrionárias de rins humanos para pesquisa científica é um fato notório, e antigo... 

Há uma discussão sobre a eticidade do uso de HEK293. Afinal, é tecido humano de feto (“Products That Use Aborted Fetuses

Products related to fetal material can be broken down into roughly 3 categories: artificial flavors, cosmetics, and medicines/vaccines.”).

O assunto já fora abordado até pela Casa Branca, em 2006, inclusive reclamando que o congresso deixou de aprovar novos fundos para pesquisas que não utilizassem fetos humanos.

A própria Pepsi tuitou sobre ter deixado de financiar esse tipo de pesquisa.


Quer dizer:

se “has ended” é porque já utilizou HEK293 (ao menos para financiar pesquisas de sabores em refrigerantes). 

É normal uma empresa que venda sabores dissolvidos em água financiar pesquisas sobre sabores, ainda que utilize HEK293, posto não ser ilegal. E a Senomyx (empresa que não é mais contratada da Pepsi), pesquisa o uso de rins de fetos humanos no paladarDaí o PDG Olavo de Carvalho comenta sobre o assunto e a nação intelectualmente esclarecida do Brasil xinga todo mundo que tenha passado dez minutos estudando o assunto de maluco, teórico da conspiração, imbecil etc.

Deve ser muito libertador viver nesse mundo de ignorância, vendar os olhos para uma realidade absolutamente notória e ainda fazer pose de inteligentão na internet.

Se “a ignorância é uma benção”, como dizem, não darei bola para filhotes da escuridão, que só sabem tentar ofender quem busca um pouco de luz.

Esse é apenas um pequeno exemplo da famosa frase (acredito), do PDG Olavo: “há mais diferenças entre dois homens do que entre um leão e uma pulga.”

Se você quiser ser leão, nunca permita que uma pulga incomode mais do que aquela coceirinha desagradável.

Afinal um nasce e escolhe ser o que pode, distribuindo ao mundo os frutos do seu ser.