A Grande Farsa?

Instituto Rothbard denuncia omissão de relatório oficial desmentindo a pandemia na Alemanha

Por Rothbard Institute - Brasil 02/06/2020 - 17:53 hs

O instituto Rothbard denuncia – em uma matéria no seu site -  a existência de um relatório oficial do  Ministério do Interior do  governo alemão, indicando que:

– O risco do Covid-19 foi superestimado: provavelmente em nenhum momento o perigo representado pelo novo vírus foi além do nível normal.

– As pessoas que morrem de Corona são essencialmente as que estatisticamente morreriam este ano, porque chegaram ao fim de suas vidas e seus organismos debilitados não podem mais lidar com as adversidades cotidianas (incluindo os cerca de 150 vírus atualmente em circulação).

– Em todo o mundo, em um quarto de ano, não houve mais de 250.000 mortes por Covid-19, em comparação com 1,5 milhão de mortes [25.100 na Alemanha] durante o surto de influenza 2017/18.

– O perigo obviamente não é maior que o de muitos outros vírus. Não há nenhuma evidência de que isso não tenha  sido um alarme falso.

o relatório de 93 páginas intitulado “Análise da gestão de crises” foi elaborado por um painel científico designado pelo Ministério do Interior e composto por especialistas médicos externos de várias universidades alemãs, designadas como a Unidade KM4, responsável pela “Proteção de infraestruturas críticas”.

Os autores do relatório divulgaram um comunicado à imprensa conjunto já em 11 de maio, repreendendo o governo por ignorar os conselhos de especialistas e pedindo ao ministro do Interior que comentasse oficialmente sua declaração conjunta :

“ Medidas terapêuticas e preventivas nunca devem trazer mais danos do que a própria doença. Seu objetivo deve ser proteger os grupos de risco, sem comprometer a disponibilidade de cuidados médicos e a saúde de toda a população, como infelizmente está ocorrendo (...)

Na prática médica e científica, estamos sofrendo diariamente danos secundários das medidas Corona em nossos pacientes(...)

Pedimos, portanto, ao Ministério Federal do Interior que comente nosso comunicado de imprensa e esperamos uma discussão pertinente sobre as medidas [Corona], que levem à melhor solução possível para toda a população”.