SOBRE FASCISTAS E DEMOCRATAS

CHECANDO AS CHECAGENS quer prosseguir checando as omissões e erros das agências de checagem

10/06/2020 - 19:38 hs

Os manifestantes autodenominados antifascistas eram "movimentos em defesa da democracia" como a imprensa tradicional disse?* ERAM?

Anunciou-se para ontem (02/06/2020) a votação do PL 2.630/2020 no Senado Federal. Segundo o projeto, dentre as medidas consideradas como "boas práticas" dos provedores de aplicações de internet, está a utilização dos serviços de "verificadores de fatos independentes" (art. 10, I) - assim consideradas as pessoas jurídicas "que realizam uma verificação criteriosa de fatos de acordo com os parâmetros e princípios desta Lei" (art. 4º, IX).

Na prática, o projeto delega às agências de checagem - financiadas sabe-se lá por quem, integradas por pessoas de sabe-se lá que viés ideológico, vinculadas a sabe-se lá que tipo de entidades - o papel de Ministério da Verdade. A questão é: quem fiscalizará essas agências? Demonstraremos 2 exemplos de seletividade e de imprecisão na atuação desses organismos - a indicar que eles escolhem o que desejam checar (omitindo-se quanto ao que, por alguma razão oculta, não lhes interesse) e que, quando atuam, incorrem em erros substanciais: OMISSÕES E EQUÍVOCOS DO ORWELLIANO MINISTÉRIO DA VERDADE...

OMISSÃO DAS AGÊNCIAS DE CHECAGEM (ao menos das mais conhecidas) sobre a cobertura dos protestos de domingo (31/5/2020):

Os protestos realizados contra o governo no último fim de semana foram classificados por empresas da grande imprensa como "movimentos em defesa da democracia". Foi nessa linha, por exemplo, a cobertura da GloboNews e da CNN no dia 31 de maio de 2020. Ontem (02/06/2020), o editorial do Estadão enalteceu "a defesa dos valores democráticos" por esses "grupos suprapartidários que foram às ruas".

Ocorre que, por razões não esclarecidas, nenhuma das agências de checagem "tradicionais" se interessou em checar se esses grupos que protestaram contra o governo estavam realmente em defesa da democracia. A "Checando os Checadores - Checagem Pró-Sociedade das 'checagens de fatos'", porém, foi verificar os fatos e o que identificou foi que os supostos "defensores dos valores democráticos" foram os responsáveis por esfaquear um coronel da PM de São Paulo, além de agredir e ameaçar diversas pessoas que estavam no local das manifestações, valendo-se inclusive de superioridade numérica para atacar suas vítimas.

CONCLUSÃO: 1)- é FALSA a notícia divulgada por GloboNews, CNN, Estadão, entre outros, no sentido de que os grupos que protestaram contra o governo no último fim de semana estivessem "defendendo a democracia"; 2)- são OMISSAS as agências de checagem mais conhecidas ao não checarem essas notícias falsas.

Por Adriano Faria.

Nenhuma descrição de foto disponível.

CHECANDO OS CHECADORES quer prosseguir checando as omissões e erros das agências de checagem. COLABORE COM AS LIBERDADES enviando sugestões inbox ou como comentários nos posts. Algumas delas poderão se tornar assunto de nossa checagem.